capoeira

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Inteligência Coletiva e Navegar no Ciberespaço

Segundo Pierre Lévy Inteligência Coletiva é uma inteligência distribuída por toda a parte, incessantemente valorizada e coordenada em tempo real, que resulta em mobilização efetiva das competências.
Inteligência Coletiva é um conceito surgido a partir dos debates promovidos por Pierre Lévy sobre as tecnologias da inteligência, caracterizado por um novo tipo pensamento sustentado por conexões sociais que são viáveis através da utilização das redes abertas de computação da Internet. A disseminação de conteúdos enciclopédicos sobre plataformas Wiki é um exemplo da manifestação desse tipo de inteligência, na medida em que permite a edição coletiva de verbetes e sua hipervinculação.
A Inteligência Coletiva vem construir e disseminar os saberes globais, baseados no acesso à informação democratizada e sua constante atualização e facilitando a troca de informações. Com os recursos da Internet, fica cada vez mais fácil lançar mão dessas possibilidades para ampliar (no tempo e no espaço) a inteligência coletiva.
Ciberespaço é um espaço de comunicação que descarta a necessidade do homem físico para constituir a comunicação como fonte de relacionamento, dando ênfase ao ato da imaginação, necessária para a criação de uma imagem anônima, que terá comunhão com os demais.

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Um Computador por Aluno (UCA)

E uma par¬ceria entre o Ministério da Educação e a Casa Civil. O projeto nasce da idéia de democratiza¬ção das novas tecnologias de informação e co¬municação fazendo-as chegar à rede pública de ensino, através da distribuição gratuita de com¬putadores portáteis para os professores e alu¬nos da educação básica. O projeto piloto, que se iniciou em 2007, foi realizado em cinco escolas de cinco estados: Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, São Paulo, Tocantins e Distrito Federal. Em 2008 houve a compra de 150 mil laptops para ampliar o projeto para 300 escolas públicas em todos os estados. Cada escola teve um número médio de 500 beneficiados, entre professores e alunos. Além dos computadores portáteis, serão adquiridos uma série de outros equipamentos que permitam o acesso à internet.
Com a implantação do UCA nas escolas o Gover¬no pretende incentivar a mudança do processo ensino-aprendizagem, possibilitando um maior acesso à informação para os estudantes e suas fa¬mílias, já que os equipamentos são dos alunos e podem ser levados para casa e compartilhados com os outros membros da família, reforçando assim a integração entre escola e comunidade. Com o projeto, os professores também se benefi¬ciam, pois com o uso das máquinas podem se atu¬alizar em suas práticas pedagógicas. Articulando esses três atores, aluno, professor e família, o pro¬jeto ajuda no atendimento da política nacional de inclusão digital, ao mesmo tempo em que apóia o desenvolvimento da indústria brasileira, já que os equipamentos foram desenvolvidos em território nacional, e compete às indústrias locais a distri¬buição, o suporte, a manutenção e o desenvolvi¬mento de softwares e conteúdos educacionais.

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Kraftwerk a banda que revolucionou o som eletrônico.

Kraftwerk (pronunciado [ˈkraftˌvɛrk], usina de energia em alemão) é um grupo musical alemão que inventou um estilo de música techno totalmente feita e tocada por meio de sintetizadores, tornando a música eletrônica mais acessível ao grande público, principalmente porque se tornaram os precursores de estilos como o techno e o electro, bem como a moderna dance music em geral. A banda foi fundada por Florian Schneider e Ralf Hütter em 1970, mas contando sempre com a participação de outros músicos, sendo que muitos sequer chegaram a participar de algum disco. Entretanto, a formação mais conhecida, duradoura e bem sucedida foi aquela que se consolidou entre 1975 e 1987 e que incluía os percussionistas Wolfgang Flüre Karl Bartos[1].
As técnicas que o Kraftwerk introduziu, assim como os equipamentos desenvolvidos por eles, são elementos comuns na música moderna. A banda tem sido considerada por alguns como tão influentes quanto os Beatles na sua participação na música popular na segunda metade doséculo XX. As suas letras lidam com a vida urbana e a tecnologia europeia pós-guerra. Geralmente mínimas, ainda assim revelam celebração e alertas sobre o mundo moderno[1].

quinta-feira, 1 de abril de 2010

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS-UNIMONTES
CURSO; PRO-LICENCIATURA ARTES /TEATRO
ACADEMICO: ALAN SANTOS SILVA
TUTORES: LILIA MOREIRA/ CARLA SOARES
PROFESSORA: MARCIA TEIXEIRA FROTA
MODULO: 12 TECNOLOGIAS CONTEMPORANEAS
PEÇA TEATRAL: - A CARTA-

Emilia: Mamãe estou com saudades do papai. Quando ele virá ter conosco?
Constância: Deveras filha há tempos não nos vemos e a saudade é arrebatadora.
Emilia: Então vamos escrever-lhe uma carta. [Pega papel e uma pena]
Constância: ÉH... Mas e se ela não chegar?
Emilia: Mas por que mamãe?
Constância: As coisas não são tão simples como você imagina, ao escrevermos esta carta, precisamos levá-la ao mensageiro da nossa cidade que a levará para a capital de onde a mesma embarcará em um navio e viajará 2 meses atravessará o oceano até chegar á capital Lisboa de onde um outro mensageiro a levará do povoado onde se encontra o seu pai, isso se tivermos muita sorte... [A menina faz um ar de desanimo até cochila e debruça sobre a mesa e a mãe sai.] De repente ela acorda e grita:
Emilia: Mamãe! Mamãe! Vem aqui!(com a mão no coração e respiração ofegante)
Constância: O que foi filha?
Emília: Nossa tive um pesadelo, sonhei que estávamos no século XVIII e que para falar com o papai era um sacrifício!!! (levanta-se da mesa, pega o notebook, abre e começa a teclar)
Emília: Ainda bem que estamos no século XXI, temos o computador com uma maravilha de web cam que além de tudo posso vê-lo agora em Portugal. ( olhando para o computador ela diz)
Emília: Oi papai, tudo bem?
João: Tudo bem minha filha como você esta?
Emilia: Estou bem papai! Adorei a sua blusa! Mamãe vem aqui vem ver o papai de
blusa nova!
Constância: Oi amor, como você esta lindo com esta blusa nova! Quando você volta?
João: Logo estarei de volta meu amor!

sexta-feira, 26 de março de 2010

Blog para Educação.

Blogs para professores e/ou palestrantes.

O blog é o meio mais simples do professor se comunicar com seus alunos, mantendo um contato direto SEM a necessidade de enviar e-mails ou ficar devendo documentos apresentados em sala de aula.
Um palestrante pode manter o relacionamento com muitas pessoas, e potencializar a criação de palestras com novos temas e/ou facilitar o fechamento de turmas para eventos abertos.
Um professor/palestrante pode criar uma comunidade em torno de seu blog, basta ter conteúdo relevante.
No blog da Konfide, além dos assuntos das palestras, existem dicas importantes para quem quer usar a web de modo inteligente e eficaz: http://blog.konfide.com.br.Também temos o blog do Curso de SEO que trata do tema otimização do site para as buscas (search engine optimization).

Um weblog, blog ou blogue é uma página da Web cujas atualizações (chamadas posts) são organizadas cronologicamente de forma inversa (como um diário). Estes posts podem ou não pertencer ao mesmo gênero de escrita, referir-se ao mesmo assunto ou ter sido escritos pela mesma pessoa.

O weblog conta com algumas ferramentas para classificar informações técnicas a seu respeito, todas elas são disponibilizadas na internet por servidores e/ou usuários comuns. As ferramentas abrangem: registro de informações relativas a um site ou domínio da internet quanto ao número de acessos, páginas visitadas, tempo gasto, de qual site ou página o visitante veio, para onde vai do site ou página atual e uma série de outras informações.
PARA QUE SERVEM OS FÓRUNS?
Fóruns; serve para tirar duvidas que ainda não foram tiradas, fazer comentários de um tópico, e a maior forma de absorver o conhecimento é troca de idéias, fazendo o difícil se tornar fácil, relacionando novas e até antigas idéias em conjunto, e acredito que o fórum é um dos melhores, entre tantas formas, pois acredito que seu principal conceito seja TROCA de informações entre seus membros.
O QUE SÃO WIKIS?
Wikis são páginas comunitárias na internet que podem ser alteradas por todos os usuários que têm direitos de acesso. Usadas na internet pública, essas páginas comunitárias gera-ram fenômenos como a Wikipedia, que é uma enciclopédia on-line escrita por leitores. Usadas nas escolas, as wikis estão se tornando uma maneira dinâmica de construção colabora-tiva de conhecimento por um grupo de estudantes envolvi-dos em um projeto de pesquisa.
PARA QUE SERVEM OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO?
Os meios de Comunicação servem para promover, informar, educar e entreter de diferentes formas com conteúdos selecionados e desenvolvidos para seus determinados públicos. O Jornalismo é para fornecer a qualidade de informações ao público.
No mundo contemporâneo, somos recheados - já a algum tempo - de inúmeras ofertas de produtos e serviços automatizados que apresentam de modo efusivo as últimas novidades do mundo digital. Desde a presença de “máquinas espertas” que dialogam com os respectivos usuários, ensinando-os, na maioria das vezes, a seqüência correta de determinadas funções ou tarefas, até as chamadas “casas inteligentes” que mapeiam e gerenciam de maneira competente os diversos comportamentos e gostos habituais dos seus habitantes, o que se evidencia é a gradativa adoção de modos de existência que priorizam cada vez mais um refinamento na clássica relação homem-máquina, relação esta que, ao contrário do que muitos previam, não caminha para a substituição do homem pela máquina, mas como observa Lemos (2005), para uma “simbiose completa”, visto que cada vez fica mais clara a dinâmica existente na relação triádica tecnologia sociedade-cultura.

Certamente as Tecnologias Contemporâneas de Comunicação estão trazendo mudanças significativas no modo de “produção” e “consumo” da informação na contemporaneidade. As proporções dessas mudanças, entretanto, creram ainda não ser possível identificar com clareza, visto que estamos em meio a um processo ainda não totalmente desvelado. Por outro lado, da mesma forma que os meios digitais de comunicação auxiliam na formatação de um “novo” consumidor da informação, uma “nova” cultura pode estar sendo desenvolvida no âmbito da sociedade que, por sua vez, tem um forte papel na consolidação da configuração do mundo atual que tem como característica principal o forte desenvolvimento tecnológico e o avanço dos ideais de liberdade e democracia. Assim, pensamos na possibilidade de que esteja se esboçando, de fato, um novo cenário mundial, formatado à luz da cultura mundializada (Ortiz, 2000), da informação e da economia globalizadas, em que a profundidade esteja dando a vez ao fugaz, o permanente ao circunstancial e o eterno ao efêmero. As tecnologias contemporâneas de comunicação e as mudanças na “produção” e no “consumo” de informações José Carlos Ribeiro, Marcello Chamusca e Márcia Carvalhal UNIrevista - Vol. 1, n° 3 : (julho 2006)8

Para finalizar os apontamentos reflexivos aqui realizados, vale a pena ressaltar que, apesar da representação extremamente significativa, tudo indica estarmos apenas vislumbrando a ponta de um iceberg, quando nos referimos as mudanças proporcionadas pelo advento das tecnologias digitais. E neste sentido, cabe-nos apenas tentar acompanhá-las, procurando decodificá-las na medida do possível, uma vez que a velocidade com que as mudanças ocorrem nem sempre é possível vislumbrá-las.

Referências
BELLEI, S. 2002. O livro, a literatura e o computador. Florianópolis, Ed. UFSC.
CASTELLS, M. 2000. A sociedade em Rede. São Paulo, Paz e Terra.
KOVÁCS, L. 2002. Transformações Sociais e Dilemas da Globalização. São Paulo, Cortez.

sexta-feira, 19 de março de 2010

quinta-feira, 18 de março de 2010

O Youtube é o mais popular dos sites que permitem que usuários carreguem, assistem e compartilhem vídeos em formato digital. Seu nome vem do inglês you, você; e tube, tubo. Uma brincadeira para dizer que você pode construir a sua própria televisão. O site recebe diariamente uma média de 40 mil novos vídeos.

www.compos.org.br/e-compos Agosto de 2007 - 4/21

quarta-feira, 17 de março de 2010

quinta-feira, 11 de março de 2010

Estamos em estudos, vamos seguir em frente.