capoeira

sexta-feira, 26 de março de 2010

Blog para Educação.

Blogs para professores e/ou palestrantes.

O blog é o meio mais simples do professor se comunicar com seus alunos, mantendo um contato direto SEM a necessidade de enviar e-mails ou ficar devendo documentos apresentados em sala de aula.
Um palestrante pode manter o relacionamento com muitas pessoas, e potencializar a criação de palestras com novos temas e/ou facilitar o fechamento de turmas para eventos abertos.
Um professor/palestrante pode criar uma comunidade em torno de seu blog, basta ter conteúdo relevante.
No blog da Konfide, além dos assuntos das palestras, existem dicas importantes para quem quer usar a web de modo inteligente e eficaz: http://blog.konfide.com.br.Também temos o blog do Curso de SEO que trata do tema otimização do site para as buscas (search engine optimization).

Um weblog, blog ou blogue é uma página da Web cujas atualizações (chamadas posts) são organizadas cronologicamente de forma inversa (como um diário). Estes posts podem ou não pertencer ao mesmo gênero de escrita, referir-se ao mesmo assunto ou ter sido escritos pela mesma pessoa.

O weblog conta com algumas ferramentas para classificar informações técnicas a seu respeito, todas elas são disponibilizadas na internet por servidores e/ou usuários comuns. As ferramentas abrangem: registro de informações relativas a um site ou domínio da internet quanto ao número de acessos, páginas visitadas, tempo gasto, de qual site ou página o visitante veio, para onde vai do site ou página atual e uma série de outras informações.
PARA QUE SERVEM OS FÓRUNS?
Fóruns; serve para tirar duvidas que ainda não foram tiradas, fazer comentários de um tópico, e a maior forma de absorver o conhecimento é troca de idéias, fazendo o difícil se tornar fácil, relacionando novas e até antigas idéias em conjunto, e acredito que o fórum é um dos melhores, entre tantas formas, pois acredito que seu principal conceito seja TROCA de informações entre seus membros.
O QUE SÃO WIKIS?
Wikis são páginas comunitárias na internet que podem ser alteradas por todos os usuários que têm direitos de acesso. Usadas na internet pública, essas páginas comunitárias gera-ram fenômenos como a Wikipedia, que é uma enciclopédia on-line escrita por leitores. Usadas nas escolas, as wikis estão se tornando uma maneira dinâmica de construção colabora-tiva de conhecimento por um grupo de estudantes envolvi-dos em um projeto de pesquisa.
PARA QUE SERVEM OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO?
Os meios de Comunicação servem para promover, informar, educar e entreter de diferentes formas com conteúdos selecionados e desenvolvidos para seus determinados públicos. O Jornalismo é para fornecer a qualidade de informações ao público.
No mundo contemporâneo, somos recheados - já a algum tempo - de inúmeras ofertas de produtos e serviços automatizados que apresentam de modo efusivo as últimas novidades do mundo digital. Desde a presença de “máquinas espertas” que dialogam com os respectivos usuários, ensinando-os, na maioria das vezes, a seqüência correta de determinadas funções ou tarefas, até as chamadas “casas inteligentes” que mapeiam e gerenciam de maneira competente os diversos comportamentos e gostos habituais dos seus habitantes, o que se evidencia é a gradativa adoção de modos de existência que priorizam cada vez mais um refinamento na clássica relação homem-máquina, relação esta que, ao contrário do que muitos previam, não caminha para a substituição do homem pela máquina, mas como observa Lemos (2005), para uma “simbiose completa”, visto que cada vez fica mais clara a dinâmica existente na relação triádica tecnologia sociedade-cultura.

Certamente as Tecnologias Contemporâneas de Comunicação estão trazendo mudanças significativas no modo de “produção” e “consumo” da informação na contemporaneidade. As proporções dessas mudanças, entretanto, creram ainda não ser possível identificar com clareza, visto que estamos em meio a um processo ainda não totalmente desvelado. Por outro lado, da mesma forma que os meios digitais de comunicação auxiliam na formatação de um “novo” consumidor da informação, uma “nova” cultura pode estar sendo desenvolvida no âmbito da sociedade que, por sua vez, tem um forte papel na consolidação da configuração do mundo atual que tem como característica principal o forte desenvolvimento tecnológico e o avanço dos ideais de liberdade e democracia. Assim, pensamos na possibilidade de que esteja se esboçando, de fato, um novo cenário mundial, formatado à luz da cultura mundializada (Ortiz, 2000), da informação e da economia globalizadas, em que a profundidade esteja dando a vez ao fugaz, o permanente ao circunstancial e o eterno ao efêmero. As tecnologias contemporâneas de comunicação e as mudanças na “produção” e no “consumo” de informações José Carlos Ribeiro, Marcello Chamusca e Márcia Carvalhal UNIrevista - Vol. 1, n° 3 : (julho 2006)8

Para finalizar os apontamentos reflexivos aqui realizados, vale a pena ressaltar que, apesar da representação extremamente significativa, tudo indica estarmos apenas vislumbrando a ponta de um iceberg, quando nos referimos as mudanças proporcionadas pelo advento das tecnologias digitais. E neste sentido, cabe-nos apenas tentar acompanhá-las, procurando decodificá-las na medida do possível, uma vez que a velocidade com que as mudanças ocorrem nem sempre é possível vislumbrá-las.

Referências
BELLEI, S. 2002. O livro, a literatura e o computador. Florianópolis, Ed. UFSC.
CASTELLS, M. 2000. A sociedade em Rede. São Paulo, Paz e Terra.
KOVÁCS, L. 2002. Transformações Sociais e Dilemas da Globalização. São Paulo, Cortez.

sexta-feira, 19 de março de 2010

quinta-feira, 18 de março de 2010

O Youtube é o mais popular dos sites que permitem que usuários carreguem, assistem e compartilhem vídeos em formato digital. Seu nome vem do inglês you, você; e tube, tubo. Uma brincadeira para dizer que você pode construir a sua própria televisão. O site recebe diariamente uma média de 40 mil novos vídeos.

www.compos.org.br/e-compos Agosto de 2007 - 4/21

quarta-feira, 17 de março de 2010

quinta-feira, 11 de março de 2010

Estamos em estudos, vamos seguir em frente.